sexta-feira, 1 de abril de 2011

Capitulo 65 - Estou atrasada...


Rita =D
David deixou a mulher e o filho em casa e teve de ir para o treino. Como a Rita tinha que ir para a faculdade, foi á farmácia comprar o medicamento para o menino e deixou-o em casa da Tixa, onde já estavam os outros meninos.

Rita - Olá amor.
Tixa - Oi, queridjinhaa! Olha o meu Dêzinho! (estica os braços para que Rita o pudesse entregar) Dá um beijinho á tia, amor. (e o David dá-lhe um daqueles beijos á bebé, todos babados, na bochecha da Tixa)

Rita – Desculpa não te poder dar muita atenção, mas estou mesmo atrasada!

Tixa – Não faz mal, chuchu.

Rita – Hoje venho buscá-lo só depois do jantar, ok?

Tixa – Está bem, está bem… até logo.

Ela voltou para o seu carrinho e foi para a faculdade.
Á hora de almoço, foi almoçar a um restaurante com a Inês, a nova colega.

Inês – (cortando o bife) Então como é que estão as coisas lá em casa?

Rita – (acaba de mastigar) Estão óptimas… Apesar de o Dêzinho ter andando doentinho.

Inês – A sério?
Rita – Sim, ainda hoje fomos ao hospital com ele…

Inês – E o que é que o médico disse?

O telemóvel de Rita vibrou em cima da mesa. Era uma mensagem.

Rita – (disse enquanto estava a ler a mensagem) O médico disse…

De: Davidjizão!
Mensagem: Oi gatinha! Hoje o Dêzinho fica em casa da Tixa até que horas?

Inês – disse…

Rita – Disse…. (distraída)

Para: Davidjizão!
Mensagem: Olá, meu brasileirinho! Também já estás na hora de almoço? Sim, fica até depois do jantar.


Rita – Espera (o telemóvel voltou a tremer)

De: Davidjizão!
Mensagem: Ah, então vamos ter tempinho para nós, né? ^-^
                        Eu levo o jantar. Sim, estou na hora de almoço. Depois vamos á casa do Fábio, jogar Play, para depois irmos fazer trabalho de ginásio.


Rita ri-se

Para: Davidjizão!
Mensagem: Levas o jantar? Pensei que íamos jantar fora…

Rita – Ele disse que não era nada de especial…


De: Davidjizão!
Mensagem: Nada disso… eu levo uma coisinha para agente comer.

Inês – e não receitou nada?

Para: Davidjizão!
Mensagem: E a sobremesa?


Rita – espera…

De: Davidjizão!
Mensagem: Isso agente depois faz!

Rita – AI QUE TONTO!! (Ri-se)

Para: Davidjizão!
Mensagem: David?! NÃO DIGAS ISSO, QUE EU COMEÇO-ME A RIR NO MEIO DA RUA!! Vá eu tou com a Inês. Vou acabar o almoço… Beijinhos. Te amo, gato.

De: Davidjizão!
Mensagem: Tá bom, gordinha! Te amo
 
Inês – não me estás a ligar nenhuma…

Rita – Desculpa amor. Já acabou. Era o parvo do David.

Inês – chama-lhe parvo… por isso é que tas com esse sorrisinho parvo.

Rita – Então… sorriso parvo, para David parvo.

Inês – Mas vá, estávamos a falar do Dêzinho.

Rita – Ah sim… o medico receitou-lhe um xarope, disse que era só uma constipação.

Inês – pronto, então não deve ser nada.

Rita – ai Inês, não me apetece nada ir agora falar para um anfiteatro cheio de pessoas!

Inês – pois nem eu… mas como nós temos jeito para a coisa, vai correr lindamente!

Rita – já acabaste?

Inês – sim vamos.

Rita – vou só pagar.

Inês – não vais não..

Rita – não?

Inês – não.. já paguei.

Rita – INÊS!!

Inês – há 20 anos, menina!

Rita -  Vá ó chavaleca, vamos lá senão o stor Júlio ainda se passa.

Inês – ya vamos.

Voltaram para a faculdade e entraram na sala. A sala estava cheia e era a vez delas de apresentar o trabalho. Como estavam no curso de marketing e publicidade, nesta disciplina ( Estratégia Empresarial)  tínham que criar um anuncio e incentivar o publico, neste caso os colegas, á compra do mesmo. O stor pediu para falar de um produto á escolha, por isso optaram pela marca de carros, Porsche. A apresentação correu bastante bem, por sinal. No final da aula, o stor foi falar com ela.
P. Julio – Rita, pode falar um segundo?
Rita – sim, diga stor.

P.Julio – Gostei muito da vossa apresentação, por acaso está interessada em fazer uma experiencia numa empresa de publicidade na qual eu tenho acesso? Pode fazer um estagio ou assim.. Posso ajudá-la a progredir na carreira.

Rita – Obrigada, mas não estou interessada, pois já faço um part-time na empresa 2day, como relações publicas.

P. Julio – Ah, por isso é que correu tão bem! Vou-vos dar nota máxima. 20! Parabéns!

Rita – muito obrigada, stor. Um resto de bom dia.(sai da sala)

Inês – tanto tempo?

Rita – INEEEEEEEEEEEES!!!

Inês – há 20 anos… Diz!

Rita – tivemos 20!

Inês – 20? Tas bêbada?

Rita – Não! O stor convidou me para trabalhar num sitio qualquer que ele disse e depois disse que tínhamos 20!

Inês – A sério? Ai mas vamos á casa de banho, senão mijo-me!

Rita – Vamos…

Depois e irem á casa de banho, foram beber café numa pastelaria ao pé da casa da Inês, conversaram durante um tempo e a Inês acabou por ir para a sua casa e Rita foi para a sua quando já eram 19:30h. Entrou em casa e as luzes estavam meio apagadas.

Rita – David, cheguei!

Mas ninguém lhe respondeu. Então ela foi até á sala onde estava o David a dormir no sofá, por isso, para não fazer muito barulho, tirou os sapatos e pousou a mala na cadeira e deitou-se em cima dele, que estava de barriga para baixo, com o braço de fora do sofá com o comando na mão. Quando ela se deitou em cima dele, ele assustou-se e levantou a cabeça, por isso bateu com a nuca no queixo dela.

Rita – (rindo-se) AUU!!! (rebolou e caiu no chão)
David – Ah, desculpa! (vai para cima dela no chão e beija-a)
Rita – trouxeste o jantar?

David – Sim, cê quer ir preparar?

Rita – Sim, tenho fome. Vais lavar a cara para ver se acordas e depois vais ter comigo, ok?

David – Tá bom. (levanta-se rapidamente e estica o braço para que ela pudesse levantar-se)

---------------------------

Na cozinha:

Rita – (abrindo os sacos) trouxeste arroz de pato? YEEEY!

David – Eu sei que você gosta e como já não comíamos isso há muito tempo… (bebendo agua ao pé do lava-loiças)

Rita – Obrigada

David – Ué? Obrigada? E o meu beijo? (pousa o copo)

Ela vai para a beira dele, coloca os braços á volta do seu pescoço e dá-lhe um beijo lento mas carinhoso. Ele volta-a, agarra-a no quadriz e pousa-a na bancada.
Rita – (durante o beijo) não íamos jantar?

David – Já estou comendo..

Rita – Ainda não mordi nada..

David – (mordendo-lhe a orelha) Morde a mim.

Ela agarra-lhe num pedaço de cabelo e puxa-o o que faz com que ele deitasse a cabeça para trás. Ela aproveita e dá-lhe umas mordidelas no pescoço. Ele levanta a cabeça e beija-a montes e vezes consecutivas. As mãos ele percorriam o corpo dele pousando a direita no seio e a esquerda na perna. Rita tira a camisola , ele levanta os braços para que ela a pudesse tirar também. Ambos desapertam as calças e tiram-nas, para que pudessem colar os corpos logo a seguir. David vai beijando-a desde a boca até ao umbigo o que faz com  que ela vá soltando pequenos gemidos abafados. Ela coloca a mãe dentro dos boxers pretos (onde já se notava a sua erecção) e acaricia-o. Enquanto isso, David tira-lhe o soutien, beija e acaricia-lhe os seios. Ela retira a mão dos boxers, tira a tanga e faz o mesmo com os boxers dele. Já estavam os dois super excitados por isso avançaram um passo no acto e David penetra-a. Enquanto se beijavam, as mãos dele não ficavam quietas no corpo dela. Os movimentos intensificaram-se quando… tocam á campainha.
Rita – Vai atender (mas David não pára ) David!! Pode ser importante.

David – (beija-a) que espere…

Rita – S não fores tu, vou eu!

David – Pronto, vou ver se é alguém de importante. Se não for, não abro. (voltam a insistir na campainha) JÁ VOU!!

David separa-se dela , tapa o ‘David’ com as mãos e vai até ao óculo da porta para ver quem é. Rita ao ver aquela figura não resiste e solta uma grande gargalhada! Quando David vê quem é, diz á tal pessoa para esperar e volta a correr para a cozinha.

David – Se veste, rápido , meu amô. (dizia enquanto vestia os boxers e as calças)

Rita – o que é que se passa? (desceu da bancada e vestiu-se)
David – é o Rui e o Dêzinho.

Rita – Está na hora? Ainda nem são 20h!

David – Pois não… Eu vou abrir.

Rita – Nesse estado? (apontou para baixo)

David – Oh meu deus!

Rita – Calma…(foi buscar um copo que encheu com gelo e levou até ao David)
David – Não vai fazer isso! (levantou a cabeça e fechou os olhos)
Rita – Desculpa… tem que ser. (desapertou-lhe o botão das calças, afastou os boxers e deitou o gelo lá para dentro)

David – AUU!!!

Rita – Vá, tira o gelo que eu vou abrir a porta.

Lá foi ela abrir a porta, e o rui entrou de repente com o bebé ai colo

Rui – FODA-SE, TANTO TEMPO PARA ABRIR A PORTA?!

Rita – o que é que se passa? O que é que o Dêzinho tem?

Rui – Ele desmaiou e a Ana ligou-me. Vamos ao hospital… ela está lá em baixo no carro.

Rita – (chocada) David?!

David – Oi, rui.

Rui – Anda, vamos embora… (saiu, foi para o carro e arrancou para o hospital)

David – Qué que se passa? (pegando na carteira para ir)

Rita – O Dêzinho desmaiou…Vamos!·

E saíram de casa

5 comentários:

  1. fantastico...

    quero mais...

    continua...

    ResponderExcluir
  2. aiii, o Dêzinho :c

    quero mais ^^

    ResponderExcluir
  3. Espero que não seja nada grave
    Continua bjin

    ResponderExcluir
  4. o miudo desmaiou? :O ai meu deus!
    publica mais..
    beijinho

    ResponderExcluir
  5. deixaste me cheia de curiosidade =D
    continua,pois esta muito bom!!!
    jinhos

    ResponderExcluir